LOGO

Aqui você encontra tudo que precisa para sua confecção

Categoria:

5 DICAS PARA FAZER O PLANEJAMENTO DE UMA COLEÇÃO DE MODA ÍNTIMA!

 

Iniciar uma coleção de moda intima é um processo que depende de um planejamento para gerar bons frutos. As tendências mudam com muita rapidez e o que foi confeccionado na ultima coleção, provavelmente não mais será vendido depois de algum tempo.

Lançar coleções que não vendem gera um impacto muito grande para qualquer marca, tanto no âmbito financeiro como no posicionamento de mercado, gerando prejuízos incalculáveis..

Um planejamento de coleção de moda intima conta com uma série de ferramentas que minimizam as chances de erro e melhoram o desempenho de vendas.

Trago para você aqui algumas dicas!

1. Pesquisa de Tendências

Beautiful young dark-skinned curly brunette woman in white blouse looks into camera, leans on table and designs stylish clothes.

Todo planejamento de coleção deve se iniciar com uma boa pesquisa. O que será pesquisado depende do histórico da empresa.

Se você já costuma buscar informações sobre o perfil do seu público-alvo periodicamente é possível usar esses dados como repertório.

Quem está começando, no entanto, deve buscar conhecer as preferências do consumidor e do revendedor, da forma mais completa possível. Faça pesquisas em sites de moda, a lingerie acompanha muito as tendências das roupas, e hoje se tornou um item indispensável na maioria dos looks.

Outro tipo de pesquisa muito importante nesse momento é o de tendências. A moda é muito influenciada por ela e, por mais que uma marca tenha sua identidade própria, é preciso caminhar com a cultura e o comportamento contemporâneos.

2. Defina o tamanho e estilo da coleção

Uma coleção de moda intima pode ser grande ou pequena, e pode até mesmo ser lançada aos poucos (capsulas). Isso precisa ser definido para que haja uma organização na produção, que depende da capacidade da confecção, do tipo de lingerie produzida, do período de compras e assim por diante.

É importante também definir o estilo da coleção. Uma forma prática é estabelecer uma quantidade de peças que traduza a identidade da marca e outra quantidade que traga tendências e novidades ( você pode usar a base de %: identidade 65%, novidade: 25% e tendências arrojadas: 10%). Isso gera mais equilíbrio e minimiza as chances de a coleção não agradar uma parcela maior dos clientes.

3. Faça um levantamento com os fornecedores

Mother with daughter at the factory. Family with a fabric. Woman use the scissors.

Uma boa coleção também depende diretamente dos fornecedores. A matéria prima de qualidade alinhada com os objetivos da marca e com entrega pontual é essencial para que não haja erros, atrasos e problemas.

Faça um levantamento com seus fornecedores o quanto antes. O ideal é sempre manter uma relação próxima no decorrer do ano. Desse modo, é possível trocar ideias e saber o que está reservado para as próximas estações.

Entre em contato com seu fornecedor e peça para que ele lhe atualize o quanto antes das novas tendências, o que ele vai receber de novidades e qual a data desse recebimento, assim você poderá sair à frente da concorrência.

4. Tenha um quadro de inspiração e faça pesquisas na internet

Elementos visuais são muito bem-vindos na hora de criar uma coleção. Com as informações sobre o público-alvo e sobre tendências e com a definição da identidade da marca em mente você consegue conceber os elementos que servirão de inspiração para a criação das peças.

Crie um mural dinâmico e coloque nele imagens, recortes, cores, tecidos, acessórios e qualquer outro elemento que traduza aquilo que você quer levar para as peças.

É bom que haja um conceito que some todos os elementos que você levantou até aqui. Isso ajuda a criar uma identificação com seus compradores.

Use e abuse dos sites e plataformas de tendências que existem no mercado digital. Eles trazem um amplo conhecimento da moda mundial e lhe indicam os mais adequados á época.

5. Desenhe os croquis

Os croquis precisam ser bem elaborados, pois serão consultados a todo momento durante a confecção. Tenha dois desenhos de cada peça, sendo um o esboço dinâmico e outro um desenho com medidas e visualização mais racional.

Adicione tudo que é relevante no desenho: cores, estampas, texturas, efeitos, materiais, formas, volume, tipo de costura. Esse será o mapa para que as peças sejam fiéis ao planejamento, então não economize nos detalhes.

Caso você não saiba como desenhar os croquis, hoje existem muitos profissionais qualificados no mercado de moda intima que podem lhe auxiliar e muito na criação de suas coleções.

O planejamento de coleção de moda intima  jamais pode ser deixado de lado. Por mais experiência que se tenha é muito importante que haja um estudo de mercado e um planejamento bem detalhado antes de iniciar qualquer processo de produção.

O sucesso da marca depende disso. Por isso, organize-se para colher ótimos frutos e fazer ótimas vendas!

A equipe da Evelin tecidos está preparada para lhe auxiliar com os melhores produtos para sua produção!

Acesse nossa loja online:

https://loja.evelintecidos.com.br/

 

Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

A Evelin Tecidos e aviamento é uma loja que está situada na cidade de Juruaia, Minas Gerais, a capital da lingerie. Foi fundada em 1999 com o objetivo de Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Evelin Helena Melo Dias 

Promoções

Desconto de 5% a vista em toda loja

Compre em até 12 X no Cartão de Crédito

Tecidos com preços super especiais